Homem morre em centro de Saúde onde alegadamente não havia médico

Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo abre inquérito

14 junho 2009
  |  Partilhar:

De acordo com o jornal Correio da Manhã, um homem de 58 anos, vítima de acidente vascular cerebral (AVC), morreu segunda-feira passada no Centro de Saúde de Ferreira do Alentejo, após procurar assistência médica nas urgências daquela unidade, nas quais "não se encontrava nenhum médico".

 

Segundo uma testemunha citada pelo jornal, o homem, após cair inanimado nas urgências do centro de Saúde, chegou a ser reanimado por uma enfermeira, mas quando chegaram os bombeiros e uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) "já não havia nada a fazer".

 

O inquérito efectuado pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) concluiu que os profissionais de serviço no local "fizeram todos os possíveis para evitar" a morte do homem "que se afigurou inevitável", afirmou à agência Lusa o presidente do conselho de administração da ULSBA, Rui Sousa, garantindo que “mesmo que houvesse um médico de serviço, não teria feito mais do que a enfermeira fez", ou seja, prestado os mesmos primeiros socorros e chamado uma equipa do INEM.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.