Homem está mais próximo do cão do que do rato

Genoma canino sobrepõe-se com o do ser humano

25 setembro 2003
  |  Partilhar:

Investigadores norte-americanos descobriram que o genoma humano é muito mais parecido com o do cão do que com o do rato. O ser humano e o cão partilham cerca de 650 milhões de pares de base de ADN, onde estão incluídos fragmentos de genes homólogos com a mesma função em organismos diferentes.
 

 

A descoberta, descrita da revista Science, foi feita por investigadores do The Institute for Genomic Research (TIGR) e de The Center for the Advancement of Genomics (TCAG), ambos nos Estados Unidos, que sequenciaram e analisaram 80% do genoma do cão, através da sequenciação de 6,22 milhões de partículas de ADN.
 

 

Comparando os dados do sequenciado com os actuais genomas do homem e do rato vê-se que a linhagem do cão foi a primeira a divergir dos ancestrais comuns das três espécies e que o ADN canino e humano são muito mais parecidos entre si que o genoma do rato.
 

 

O novo genoma revela que mais de 25 por cento (650 milhões de pares de base) do genoma canino sobrepõe-se com o do ser humano. Os dados do genoma humano foram empregues para identificar genes equivalentes com o cão, através de 75 por cento dos genes humanos que se conhecem.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.