HIV: vacina mostra-se promissora

Subtítulo: Estudo publicado na “Nature”

16 setembro 2013
  |  Partilhar:

Investigadores americanos criaram uma vacina capaz de erradicar completamente o vírus da imunodeficiência símia (SIV), que provoca SIDA em macacos, revela um estudo publicado na revista “Nature”.
 

“Até à data, a cura da infeção pelo HIV foi apenas conseguida num número muito reduzido de indivíduos que foram tratados com fármacos antivirais no início da infeção ou que receberam células estaminais para combater o cancro”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Louis Picker.
 

De acordo com os investigadores, estes resultados agora apresentados sugerem que a resposta imune despoletada por esta nova vacina poderá ter a capacidade de remover completamente o HIV do organismo.
 

Para desenvolver esta nova e promissora vacina, os investigadores da Oregon Health & Science University, nos EUA, utilizaram um vírus encontrado numa grande percentagem da população humana, o citomegalovírus (CMV). Foi verificado que a utilização do CMV, geneticamente modificado para expressar proteínas SIV, conduziu à produção de um resposta imune capaz de identificar e destruir as células infetadas pelo SIV.
 

O estudo apurou que após a exposição dos animais ao SIV e a sua posterior vacinação, o vírus conseguiu inicialmente se estabelecer. Contudo, ao longo do tempo, o SIV foi eliminado em cerca de 50% dos símios. Na realidade as células imunitárias pareciam estar melhor equipadas com armas capazes de identificar e destruir o vírus.  
 

“Através deste método fomos capazes de ensinar o organismo dos macacos a preparar melhor as suas defesas para combater a doença. A vacina mobilizou a resposta imunitária mediada pelas células T, a qual foi capaz de eliminar o SIV em 50% dos casos”, explicou o investigador
 

Com o intuito de aumentar a eficácia da vacina, os autores estão atualmente a investigar as razões pelas quais apenas metade dos animais tratados apresentaram uma resposta positiva.
 

“Esperamos que o emparelhamento do CMV modificado e do HIV conduza a resultados similares nos humanos”, conclui Louis Picker.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.