HIV modifica pH e resiste à acção antimicrobiana dos macrófagos

Estudo publicado na revista "Cell Host and Microbe"

13 setembro 2007
  |  Partilhar:

Investigadores dos Institutos franceses Curie e Pasteur descobriram que o HIV resiste à acção antimicrobiana de algumas células do sistema imunitário, alterando o pH dos compartimentos celulares onde se acumula, impedindo assim a activação de enzimas proteolíticas.
 

 

Num estudo divulgado na revista "Cell Host and Microbe", os investigadores referem ter estudado a proliferação do HIV nos macrófagos (glóbulos brancos) e demonstrado que as partículas virais se acumulam em compartimentos específicos dentro dos macrófagos infectados.
 

 

Quando funcionam normalmente, estes compartimentos possuem um pH ácido onde o HIV não deveria sobreviver. No entanto, as medições do pH realizadas pelos investigadores, liderados por Philippe Benaroch, revelaram um defeito de acidificação nestes compartimentos: o HIV modificava esse meio hostil e criava um ambiente favorável à sua sobrevivência e ao seu armazenamento.
 

 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.