HIV latente em crianças

Estudo publicado na revista "The Journal of Infectious Diseases"

05 junho 2007
  |  Partilhar:

Certas versões do vírus do HIV resistentes a tratamentos podem manter-se latentes durante muitos anos, revelou um estudo publicado pela revista “The Journal of Infectious Diseases”. “O vírus resistente aos fármacos provavelmente nunca poderá ser eliminado do sistema da criança infectada, com os actuais tratamentos”, afirmou Deborah Persaud, membro da equipa de cientistas da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins. Segundo os cientistas, a capacidade do vírus de se manter latente no sistema imune pode limitar a acção dos fármacos usados para combater a infecção. A transmissão de mãe para filho é um dos factores mais importantes no crescente número de casos da doença nos países em desenvolvimento. Segundo os especialistas, sem tratamento oportuno, cerca de 25% dos recém-nascidos serão infectados, seja durante o parto ou pelo leite materno. Num estudo realizado com 21 crianças infectadas com o vírus da imunodeficiência humana (HIV) nos EUA, os cientistas descobriram que cinco deles tinham recebido o vírus e a resistência aos fármacos das suas próprias mães. Segundo o relatório, o vírus mostrou-se especialmente resistente a um tipo de fármaco contra a Sida: “os inibidores de transcriptase reversa”. MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.