Historial de cancro da próstata: maior risco de cancro da mama

Estudo publicado na revista “Cancer”

11 março 2015
  |  Partilhar:
As mulheres com familiares de primeiro grau que tenham um historial de cancro da próstata poderão ter um risco acrescido de cancro da mama, é a conclusão de um novo estudo.
 
Os resultados do estudo conduzido pelo Centro de Cancro Barbara Ann Karmanos e da Escola de Medicina da Universidade Estadual Wayne em Detroit, nos EUA, indicam que os médicos deveriam fazer o levantamento do histórico familiar de todos os cancros, incluindo os de membros do sexo oposto, de forma a poderem avaliar o risco de cancro na paciente.
 
Para a investigação, Jennifer L. Beebe-Dimmer, daquele centro, contou com dados de 78.171 mulheres que tinham participado num estudo sobre saúde nas mulheres entre 1993 e 1998. 
 
No início do estudo, as participantes não sofriam de cancro da mama. Durante o período de acompanhamento, que se prolongou até 2009, foram diagnosticados 3.506 casos de cancro. 
 
A equipa de investigadores detetou uma associação entre um historial de cancro da próstata num familiar de primeiro grau a um aumento de 14% no risco de cancro da mama nas mulheres, mesmo após ajustes de vários fatores. Foi igualmente verificado que um histórico familiar de cancro da próstata e de cancro da mama fazia aumentar o risco de cancro da mama nas mulheres em 78%, risco este ainda maior em mulheres afro-americanas do que nas de raça branca.
 
Face aos resultados, Jennifer L. Beebe-Dimmer comenta que “o aumento no risco de cancro da mama associado a um historial familiar positivo para o cancro da próstata é modesto; no entanto, as mulheres com um histórico familiar de cancro da mama e da próstata em familiares de primeiro grau apresentam um risco quase duas vezes maior de cancro da mama”.
 
A investigadora acrescentou ainda que os médicos e os pacientes poderão não relevar alguns cancros no histórico familiar, especialmente os do sexo oposto nas avaliações de risco de cancro. No entanto este estudo demonstra que os médicos, ao avaliarem o risco de cancro nos pacientes, devem recolher um historial completo dos cancros familiares. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.