Histerectomia aumenta risco de doença coronária e AVC

Estudo publicado na revista “Deutsches Ärzteblatt International”

07 setembro 2011
  |  Partilhar:

A histerectomia (remoção do útero) aumenta o risco de doença coronária e acidente vascular cerebral (AVC) em mulheres jovens, quando combina a remoção dos dois ovários na mesma operação, aponta um estudo realizado na Alemanha e publicado na “Deutsches Ärzteblatt International”.

 

O estudo foi realizado por investigadores do Institut für Klinische Epidemiologie.

 

A histerectomia está entre os procedimentos cirúrgicos mais comuns na área da ginecologia. Os dados do estudo, liderado por Andreas Stang, tiveram por base a análise das estatísticas sobre os diagnósticos clínicos realizados na Alemanha entre os anos de 2005 e 2006. Foi verificado que 4% das mulheres com menos de 50 anos, submetidas a histerectomia por outra indicação que não o cancro fizeram também a remoção das trompas e ovários (ooforectomia bilateral) na mesma operação. Os resultados do estudo vão ao encontro de dados de outras investigações anteriores que mostraram que este procedimento colocava as mulheres num risco mais elevado de doença coronária e AVC.

 

A avaliação dos epidemiologistas também revelou uma variação regional nas taxas de histerectomia em toda a Alemanha, ao verificarem que, em Hamburgo, a número de mulheres submetidas ao procedimento por indicações benignas foi menor, por exemplo, que em Mecklenburg-Pomerânia Ocidental durante o mesmo intervalo.

 

Os factores que influenciam a taxa de histerectomia não incluíram apenas doenças concomitantes das pacientes, mas também estatuto social, tipo de seguro de saúde e o sexo do ginecologista.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.