Hipertensão Arterial e Risco Cardiovascular Global

Médicos em formação para criar base de dados nacional

08 abril 2007
  |  Partilhar:

 

Cerca de 200 médicos internos de Medicina Geral e Familiar vão integrar um projecto de formação específica em Hipertensão Arterial e Risco Cardiovascular Global que deverá igualmente permitir criar uma base de dados nacional dos doentes hipertensos.
 

 

O projecto MACH (Mais Acção contra a Hipertensão), que durante nove meses formará internos do primeiro ano de Medicina Geral e Familiar que iniciaram o seu internato em Janeiro de 2007, será feito através de um programa de ensino electrónico (e-learning).
 

 

Segundo o coordenador do Projecto, Mário Espiga de Macedo, ao longo da formação - apoiada cientificamente pelo Hospital de São João e pela Faculdade de Medicina do Porto -, os internos farão o registo dos seus doentes hipertensos em ficha clínica.
 

Estes dados serão depois recolhidos e analisados de forma a ser criada uma base de dados nacional que vai permitir reunir um conjunto de dados clínicos dos doentes hipertensos que pertencem à agenda dos orientadores de formação.
 

 

Os primeiros resultados da base de dados que estará em permanente actualização deverão surgir no final do ano.
 

 

O objectivo é melhorar o conhecimento e tratamento desta doença, que em Portugal afecta dois em cada cinco habitantes (42% da população) assim como contribuir para a melhoria da formação dos médicos de Medicina Geral e Familiar e seus orientadores.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.