Hiperglicemia aumenta risco de infecção após cirurgia

Estudo publicado na revista “Archives of Surgery”

17 novembro 2010
  |  Partilhar:

A presença de altos níveis de glicose no sangue após uma cirurgia geral pode ser um importante factor de risco para a infecção, de acordo com um estudo publicado na revista “Archives of Surgery”.

 

A infecção no local intervencionado cirurgicamente representa entre 14 a 17% das infecções hospitalares, tornando-se o terceiro tipo mais comum de infecção adquirida em estabelecimentos de saúde e as mais comuns entre os pacientes submetidos a cirurgia, de acordo com a informação do artigo.

 

No estudo, liderado por Ashar Ata, do Albany Medical College, em Nova Iorque, EUA, foram analisados os dados clínicos de pacientes submetidos a cirurgia geral ou vascular entre 1 de Novembro de 2006 e 30 de Abril de 2009. Um total de 2.090 pacientes foi seleccionado aleatoriamente de um banco de dados e, em seguida, esses dados foram combinados com os registos médicos para obterem informações sobre os valores de glicose pós-operatória.

 

Os investigadores conseguiram dados de 1.561 pacientes, incluindo 559 submetidos a cirurgia vascular, 226 a cirurgia colo-rectal e 776 com algum tipo de cirurgia geral, excepto a colo-retal.

 

Em geral, 7,42% dos pacientes desenvolveram infecções no local da incisão, incluindo 14,11% daqueles que foram submetidos a cirurgia colo-retal, 10,32% com cirurgia vascular e 4,36% nos submetidos a outras cirurgias. “Verificámos que níveis de glicose superiores a 140 miligramas por decilitro aumentam o risco de infecção de 1,8% para perto de 10%”, explica Ashar Ata, autor da investigação, acrescentando que quando os níveis de açúcar no sangue atingem este valor, a equipa médica deve intervir no sentido de controlar a quantidade de glicose na corrente sanguínea.

 

A razão para a associação entre a hiperglicemia e a infecção pós-cirúrgica ainda não é clara. Contudo, os especialistas suspeitam que os elevados níveis de glicose no sangue possam aumentar o risco de infecção ao comprometerem o sistema imune, ou que a insulina possa ter um efeito anti-inflamatório ou anti-infeccioso. Mas é também possível que a hiperglicemia esteja apenas associada ao risco de infecção, sem que seja a causa.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.