Hiperactividade é a perturbação pedopsiquiátrica mais diagnosticada em Portugal

Mas não existem números concretos

19 maio 2010
  |  Partilhar:

A hiperactividade com défice de atenção nas crianças e a depressão nos adolescentes são as perturbações pedopsiquiátricas mais diagnosticadas em Portugal, mas não existem “números fiáveis", porque os diagnósticos são "muito complexos", adiantou à agência Lusa, o presidente da Associação Portuguesa de Psiquiatria da Infância e Adolescência, Augusto Carreira.

 

No grupo das crianças entre os 3 anos e os 12 anos, a hiperactividade com défice de atenção é a perturbação pedopsiquiátrica "mais diagnosticada", disse Augusto Carreira, à margem do 21.º Encontro Nacional de Psiquiatria da Infância e Adolescência, que decorre esta semana em Beja.

 

Segundo o especialista, em Portugal "não há números concretos e fiáveis nem estatísticas" sobre as perturbações pedopsiquiátricas que mais afectam crianças e adolescentes, porque os diagnósticos "são muito complexos".

 

"Não é fácil fazer diagnósticos de perturbações psiquiátricas na infância e na adolescência, porque não são estáticos", já que "as crianças e os adolescentes estão em evolução", explicou o médico.

 

O especialista adiantou ainda que, em muitos dos casos – atendidos por não-especialistas na área –, as perturbações psiquiátricas podem ser confundidas com questões de desenvolvimento e de educação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.