Higiene genital masculina e risco de infecção por HIV

Dois estudos publicados no Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes

30 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Dois novos artigos sugerem que a lavagem regular do pénis diminui o risco de infecção por VIH tanto em homens circuncidados como em não circuncidados. Os dois estudos foram apresentados no Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes.
 

 

No primeiro estudo, liderado por Nigel O''Farrell do Ealing Hospital em Londres, é referido que a "humidade na zona sub-prepucial " pode aumentar o risco de VIH, logo a lavagem regular para manter esta área seca pode diminuir esse risco.
 

 

Os investigadores estudaram 386 homens não circuncidados perto de Durban, África do Sul, que não tinham lesões genitais ou descarga. A observação dos homens mostrou que metade tinha algum nível de humidade à volta do pénis, dos quais 80% foram classificados como ligeiramente húmidos, 19% húmidos e 2% muito húmidos. Apenas um dos 36 homens circuncidados observados mostrava humidade.
 

 

A prevalência de HIV era de 66,3% em homens com humidade no pénis, comparados com os 45,9% nos sem humidade. Após a correcção para os indicadores de HIV, a probabilidade de infecção HIV era de 2,27, quando se comparava os homens com humidade com os sem humidade. O risco de HIV não era afectado pelo grau de humidade.
 

 

A prevalência de HIV nos homens não circuncidados sem humidade era semelhante à dos circuncidados (42,9%). Apesar do facto de numerosos factores associados com a humidade no pénis estarem relacionados com a pobreza, os investigadores sugeriram que "os programas de informação, educação e comunicação são necessários a vários níveis: por exemplo, encorajamento de lavagem relacionada com a actividade sexual, pré ou pós-coito ou lavagem no dia-a-dia."
 

 

No segundo estudo, os cientistas de Seattle''s Harborview Medical Centre, liderados King K. Holmes, entrevistaram 150 homens no Quénia acerca do seu nível socioeconómico e práticas de higiene. Da amostra, 15% eram homens HIV -positivos, e 97% eram circuncidados.
 

 

Os investigadores verificaram que os aspectos da higiene relacionados com o risco incluíam o tempo gasto num banho (mais de 10 minutos) e lavagem após relações sexuais. Depois de uma análise multi-variada, os cientistas verificaram que tratamentos anteriores por doença severa, circuncisão e higiene genital eram factores de risco independentes para a infecção HIV.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.