Hepatite C: quase 3.500 mortes prematuras evitadas com novos fármacos

Fármacos fizeram poupar 271,4 milhões de euros com tratamentos

01 agosto 2017
  |  Partilhar:
O tratamento com os novos fármacos para a hepatite C evitou, no primeiro ano de aplicação, 3.477 mortes prematuras e 339 transplantes hepáticos, indicou um relatório sobre as hepatites virais em 2016 e início de 2017.
 
Segundo apurou a agência Lusa, os novos fármacos pouparam ao Estado 271,4 milhões de euros com tratamentos das consequências da evolução da doença.
 
Segundo Isabel Aldir, diretora do Programa Nacional para as Hepatites Virais, estes números revelam “o sucesso da estratégia” contra a hepatite C adotada por Portugal, que já negociou um novo acordo que permite a administração destes novos fármacos aos portadores da doença.
 
De acordo com esta responsável, foram já iniciados 11.792 tratamentos. Dos 6.880 doentes que já concluíram tratamento, 6.639 estão curados, o que representa uma taxa de sucesso superior a 96%. 
 
Isabel Aldir sublinhou que os tratamentos permitiram ganhos de 62.869 anos de vida, somando o tempo de vida ganho por cada pessoa doente.
 
Estes tratamentos evitaram ainda 339 transplantes hepáticos, 1.951 carcinomas hepatocelulares e 5.417 casos de cirrose.
 
Isabel Aldir alertou para a necessidade de estes doentes receberem o tratamento mais atempadamente, tendo em conta que 30% dos doentes que o iniciaram já apresentavam cirrose e 18% pré-cirrose.
 
Os dados foram revelados no Dia Mundial contra a Hepatite, celebrado a 28 de julho, e indicam que, em Portugal se estima que 0,4 a 1% da população seja portadora de hepatite B. Quanto à hepatite C, mais de 17 mil pessoas estão assinaladas como vivendo com a infeção crónica.
 
No que respeita à hepatite A, o relatório dá conta de 378 casos de janeiro até 30 de junho. A Direção-geral de Saúde divulgou, no entanto, novos dados recentemente que apontam para 402 casos confirmados da infeção.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.