Heparina poderá evitar a metastização tumoral

Fármaco revela propriedades surpreendentes

13 março 2001
  |  Partilhar:

A heparina, um medicamento da categoria dos anticoagulantes, poderá revelar-se como uma nova arma no combate à disseminação do cancro, segundo um estudo publicado na revista cientifica norte-americana "Proceedings of the National Academy of Sciences".
 

 

Investigadores da Universidade da Califórnia (EUA), conseguiram assim impedir a metastização de células tumorais por via sanguínea.
 

 

Lubor Borsig e a sua equipa injectaram heparina em ratinhos de laboratório e constataram que, após algumas semanas, tanto o tumor como as suas metastases eram consideravelmente menores do que seria o habitual com a evolução natural da doença.
 

 

Segundo esta equipa, as células malignas formam em seu redor um invólucro de plaquetas que funciona como um “escudo”, impedindo a sua destruição pelo sistema imunitário. Este “escudo” protector constitui assim o alvo da heparina (um anticoagulante), impedindo a sua formação, permitindo aos glóbulos brancos atacar directamente o “nicho” tumoral bem como as células malignas dispersas na circulação.
 

 

“Assim o sistema imunitário consegue reconhecer e combater mais facilmente as células malignas, impedindo a disseminação corporal” afirmou Borsig.
 

 

 

Fonte: Net Doktor
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.