Hemoglobina bovina administrada em seres humanos

Hemoglobina animal poderá ajudar a suprir a falta de sangue

11 abril 2001
  |  Partilhar:

A África do Sul é o primeiro país do mundo a introduzir o uso de um substituto do sangue de origem não-humana: trata-se de hemoglobina de origem bovina.
 

 

A hemoglobina transporta o oxigénio vital para a sobrevivência das células do organismo.
 

 

As autoridades sul-africanas deram luz verde para a comercialização deste produto obtido a partir dos glóbulos vermelhos dos bovinos. Este produto pode ser injectado directamente na circulação sanguínea sendo compatível com todos os tipos da sangue (A, B, AB, 0), não sendo por isso necessário qualquer tipo de teste antes da sua aplicação em seres humanos além de poder ser armazenado durante 2 anos. Apresenta ainda a vantagem de ser pouco propenso à transmissão de doenças infecto-contagiosas humanas (os vírus da SIDA ou da hepatite B ou C, por exemplo). Uma transmissão do prião responsável pela “doença das vacas loucas” está posto de parte segundo o produtor deste derivado sanguíneo baptizado com o nome Hemopure.
 

 

O desenvolvimento do Hemopure iniciou-se em 1984 pela empresa de biotecnologia norte-americana Biopure e foi testada durante os últimos 9 anos em diversas clínicas em todo o mundo.
 

 

Ainda durante o presente ano este novo preparado de hemoglobina será introduzido em diversos hospitais seleccionados na África do Sul, para ser aplicado em doentes adultos quando os bancos de sangue humano estiverem ”vazios”. A comercialização em larga escala só está prevista para o inicio de 2002.
 

 

Fonte: NetDoktor
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.