Hemodiálise sob suspeita

Inspecção-Geral da Saúde investiga casos duvidosos

16 novembro 2004
  |  Partilhar:

A Inspecção-Geral da Saúde (IGS) instaurou um inquérito ao sector da hemodiálise português, por suspeita de práticas ilegais na angariação de doentes por parte da empresa multinacional que, segundo a queixa que serviu de base à investigação, controla ilegalmente a maioria do mercado.Vários nefrologistas, que preferiram manter o anonimato, falaram ao JN da «compra» de taxistas para desviar doentes para as clínicas da Fresenius Medical Care, de contas abertas em farmácias para os familiares dos doentes, aos quais são oferecidos passeios regulares. E de médicos e enfermeiros que, apesar da incompatibilidade, trabalham nos hospitais públicos e nas clínicas privadas e são remunerados nestas pelo número de utentes que conseguem angariar. Suspeitas a que se junta uma eventual violação das regras da concorrência que também está em análise na Autoridade da Concorrência . Segundo fonte oficial da IGS, que recebeu a denúncia em Agosto, o caso «mereceu atenção imediata».Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.