Helicobacter pylori reduz para metade o risco de cancro do esófago

Estudo publicado no sítio IBTHealth

25 maio 2010
  |  Partilhar:

A Helicobacter pylori (H.pylori), uma bactéria que coloniza o estômago humano e considerada uma das responsáveis pelo aparecimento de úlceras e do cancro do estômago parece reduzir, significativamente, o risco de um tipo específico de cancro do esófago.

 

O estudo, liderado por David Whiteman, do Queensland Institute of Medical Research, na Austrália, e publicado no sítio IBTHealth, analisou amostras de sangue de mais de 2 mil voluntários australianos (800 com cancro do esófago e 1.400 que não apresentavam a doença) para determinar se tinham anticorpos contra a H. pylori no sangue. Os investigadores também avaliaram se os participantes eram portadores de genes em comum que determinassem a resposta à bactéria.

 

"Descobrimos que os pacientes com adenocarcinoma, um tipo particular de cancro do esófago, tinham menos de metade da probabilidade de estarem infectados com H. pylori do que pessoas que não aparentavam cancro, enquanto os pacientes com cancro de células escamosas tiveram uma taxa de infecção semelhante à das pessoas sem cancro. Por outras palavras, a infecção pelo H. pylori parece reduzir o risco de adenocarcinoma em mais de 50%", explicou o investigador.

 

Os cientistas esperavam desvendar os efeitos protectores da infecção por H. pylori nos portadores de genes específicos que regulam a inflamação, mas neste estudo verificaram que a redução do risco era idêntica, independentemente da carga genética de cada um.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.