Haxixe pode dobrar o risco de doenças mentais

Consumidores apresentam mais sintomas psicóticos

16 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

Fumar cannabis (ou haxixe) pode dobrar os riscos de desenvolver doenças mentais, tais como a esquizofrenia, diz um estudo realizado pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia, e publicado na revista científica Addiction.
 

 

O grupo de investigadores acompanhou, durante 25 anos, mais de mil pessoas nascidas em 1977 - e analisou os dados de consumo de cannabis entre os avaliados aos 18, 21 e 25 anos de idade.
 

 

Os cientistas constataram que os consumidores de haxixe ou cannabis apresentam mais sintomas psicóticos do que os não utilizadores. Segundo os cientistas, o aparecimento de doenças mentais poderia estar associado a mudanças químicas no cérebro dos utilizadores de cannabis.
 

 

Por isso, os cientistas pedem para estes dados sejam levados em conta pelas autoridades médicas ao recomendarem o uso medicinal da substância.
 

 

Para estas conclusões, os cientistas ainda tiveram em conta factores como o histórico familiar, incidência de problemas psicológicos e mentais e abuso de outras substâncias ilícitas entre os participantes do estudo. «Mesmo com todos os factores levados em consideração, a investigação sugere que o uso frequente de haxixe pode levar a um aumento do risco de sintomas psicóticos e até a doenças mentais entre os consumidores», alertou o líder da investigação, David Fergusson.
 

 

MNI-Médicos na Internet
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.