Hábitos de alimentação dos avós influenciam saúde dos netos

Diabetes e doenças cardiovasculares são algumas das doenças «herdadas»

04 novembro 2002
  |  Partilhar:

Um estudo sueco publicado na revista Journal of Human Genetics concluiu que a alimentação dos avós durante a sua juventude tem uma influência muito grande na saúde dos netos. O dado mais surpreendente deste estudo revela que os netos de homens que comeram muito durante a juventude, apresentam quatro vezes mais hipóteses de vir a morrer de diabetes.
 

 

Os investigadores suecos concluíram que os netos de avôs paternos que tiveram uma alimentação farta durante a puberdade, apresentam taxas de mortalidade mais elevadas devido a doenças cardiovasculares e diabetes.
 

 

Em contrapartida, os resultados demonstraram que os indivíduos cujo pai e avó paterna passaram por restrições alimentares, estão mais protegidos contra as doenças cardiovasculares.
 

 

Até agora pensava-se que o processo de herança genética não se verificava a este nível nos indivíduos do sexo masculino, uma vez que os espermatozóides só se formam depois do nascimento. Este estudo parece demonstrar que a alimentação que os homens têm na época da puberdade, época em começa a produção de espermatozóides, provoca alterações na configuração genética que é transmitida às gerações futuras.
 

 

Quanto às mulheres, já se sabia que recebem a herança genética das suas avós, que a passam às suas filhas e por aí em diante.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.