Há menos adolescentes a consumir tabaco e álcool

Estudo do Observatório da Droga e da Toxicodependência

12 julho 2004
  |  Partilhar:

Os consumidores habituais de tabaco e álcool diminuíram, nos últimos quatro anos, na camada mais jovem da população portuguesa. A conclusão surge no mais recente estudo do Observatório da Droga e da Toxicodependência (ODT), integrado no projecto «European School Survay Project on Alcohol and other Drugs» (ESPAD), e abrangeu 18 mil inquiridos. Pormenorizadamente, em 1999, eram 31 por cento os adolescentes com 16 anos que fumavam regularmente. No ano passado, eram 28 por cento.Apesar da diminuição no número de fumadores compulsivos, foi registado um aumento do número de jovens que experimentam tabaco, pela primeira vez, até aos 16 anos. Em 1999, 59 por cento integraram esta categoria, enquanto que no ano transacto, registaram-se 62,5 por cento. De qualquer forma, deste último valor, 12,5 por cento fizeram-no antes dos 12 anos, o que significa menos um ponto percentual do que o observado há quatro anos. Relativamente ao álcool, não houve grandes descidas, verificando-se uma incidênciade 48.7 por cento, em 1999, e 48.3 por cento, em 2003. A novidade vai para o padrão de consumo que se alterou significativamente. Se dos habituais eram 44 por cento os que em 1999 ingeriam bebidas destiladas, quatro anos volvidos, 51% os que não as dispensavam. Bebe-se a mesma quantidade de vinho, mas menos cerveja, havendo um número mais reduzido de estados de embriaguês.Ainda segundo o documento, o género do inquirido não trouxe grandes surpresas. Tanto há quatro anos, como em 2003, foram os rapazes os que mais consumiram ambas as substâncias. A diferença chega aos oito pontos percentuais, no caso do álcool, mas não chega a um, no caso do tabaco. Tanto num, como noutro, ambos os sexos diminuíram consumos, desde 1999 até ao ano passado.O estudo, efectuado pelo ODT, abrangeu 18 mil alunos portugueses. Destaca-se, ainda, o facto de integrar o projecto ESPAD, que alarga estas (e outras) questões de saúde a 35 países.Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.