Há areia contaminada em dez praias

Resultados do estudo Deco/Pro Teste

25 maio 2004
  |  Partilhar:

Areia contaminada em dez praias, lixo no chão, falta de casas de banho e pouca informação aos utentes foram os principais problemas detectados por um estudo da Deco/Pro Teste em 34 praias do continente, durante a época balnear de 2003 e agora divulgado. O estudo, publicado na edição de Junho da «Teste Saúde», revela quantidades elevadas de microorganismos na areia de 10 praias: Afife (Viana do Castelo), Apúlia (Esposende), Árvore (Vila do Conde), Ourigo (Porto), Espinho-Baía, Furadouro (Ovar), São Martinho do Porto (Alcobaça), Carcavelos (Cascais), Nova (Sesimbra) e Zambujeira do Mar (Odemira). Os problemas relacionam-se, sobretudo com a presença de fungos que podem originar micoses como o «pé de atleta». Algumas amostras, segundo o mesmo estudo, também apresentavam contaminação de origem fecal que podem provocar intoxicações, cujo principal sintoma é diarreia. Em cerca de um quarto das praias visitadas, era visível a falta de higiene da areia e/ou dos acessos à praia. Em alguns casos, tratava-se de lixo trazido pelo mar, mas a maioria dos detritos (plásticos e pontas de cigarro) foi deixada pelos banhistas. O estudo concluiu que os principais motivos da sujidade são a limpeza inadequada das praias e o descuido dos utentes. Em praias como a Apúlia e a Árvore, a poluição pode estar relacionada com a falta de sacos do lixo nos suportes. A ausência de casas de banho foi registada em sete praias: Milfontes, Nazaré, Galé-Tróia, Figueirinha (Setúbal), Mata (Almada), São Martinho do Porto (Alcobaça) e Furadouro (Ovar). O estudo também verificou que algumas praias dispõem de pouca informação para os utentes. Em sete praias não estavam afixados os resultados das análises da água (obrigatório por lei) e nove não dispunham dos editais informativos, não indicavam as infra-estruturas existentes nem as regras de conduta. Algumas como a praia do Barril (Tavira) e Monte Gordo (Vila Real de Santo António) tinham os resultados das análises da água desactualizados. O único ponto positivo apontado pelo estudo da «Teste Saúde» é o resultado das amostras de areia em 16 praias, que revelavam uma higiene boa ou muito boa. Fontes: Público e Pró-Teste

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.