Há áreas no Ministério da Saúde "à beira do colapso"

Declarações da secretária de Estado adjunta da Saúde

15 outubro 2006
  |  Partilhar:

 

A secretária de Estado adjunta da Saúde, Carmen Pignatelli, afirmou que há áreas no Ministério da Saúde que estão "à beira do colapso" e apontou várias dificuldades na concretização da reforma dos cuidados de saúde primários.  

 

A responsável explicou que, no processo de criação de Unidades de Saúde Familiar (USF) têm existido "os maiores problemas com alguns departamentos do [Ministério] das Finanças em relação, por exemplo, à mobilidade [dos funcionários], que depois se resolvem a nível político".  

 

As declarações, registadas pela Antena 1, foram proferidas na quinta-feira, no encontro sobre cuidados primários, onde a responsável falou também das dificuldades levantadas pela organização "caótica" e a falta de técnicos informáticos do próprio Ministério da Saúde.  

 

Em declarações à Lusa, no entanto, a secretária de Estado diz que, apesar disso, mantém os objectivos traçados pelo ministério de criar até ao final do ano as primeiras 100 USF e enalteceu a "excelente relação" entre a equipa ministerial que integra.  

 

Fontes: Lusa e Antena 1  

MNI-Médicos Na Internet  

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.