Guerra interna começa no cérebro

Razão e emoção estão em conflito permanente

19 outubro 2004
  |  Partilhar:

O cérebro humano vive num conflito interno permanente entre o seu centro de emoções, que procura a satisfação imediata, e o da razão, que privilegia o longo prazo, indica um estudo recente. Investigadores de quatro universidades norte-americanas descobriram que duas zonas do cérebro parecem concorrer para controlar o comportamento de alguém que tem de decidir entre satisfações imediatas e objectivos distantes.O estudo, publicado na revista Science, insere-se no quadro da neuro-economia, uma disciplina emergente que estuda os processos mentais e neurológicos subjacentes às decisões micro-económicas, como consumir, poupar ou investir. «Esta investigação, como outras que já fizemos, ilustra o facto de só muito raramente agirmos por impulso», explicou Jonathan Cohen, professor da Universidade de Pittsburgh (Pensilvânia).«Temos vários sistemas neurológicos que entram em acção para resolver vários tipos de problemas e o nosso comportamento é ditado pela concorrência ou a cooperação entre eles», acrescentou.Os cientistas examinaram em especial a escolha económica e o facto dos consumidores agirem muitas vezes irracionalmente quando têm de decidir a muito curto prazo, mas de modo reflectido quando se trata de decidir a longo prazo.É por isso que quando se pergunta a alguém se quer receber dez dólares hoje ou onze dólares amanhã essa pessoa escolhe normalmente a primeira opção. Pelo contrário, se colocadas perante a escolha de ter dez dólares dentro de um ano ou onze dólares dentro de um ano e um dia, as mesmas pessoas preferem a segunda opção.Os investigadores submeteram um grupo de estudantes da Universidade de Princeton a um teste semelhante, ao mesmo tempo que observavam o seu cérebro com um sistema de imagiologia por ressonância magnética, que permite observar a intensidade da actividade nas diferentes zonas cerebrais através da medição dos fluxos sanguíneos.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.