Grupo sanguíneo A associado à infeção por rotavírus

Estudo publicado na “Nature”

18 abril 2012
  |  Partilhar:

Os indivíduos com sangue do tipo A apresentam uma maior susceptibilidade à infeção por determinadas estirpes de rotavírus, dá conta um estudo publicada na revista “Nature”.

 

Algumas estirpes de rotavírus infetam células do trato gastrointestinal através do reconhecimento de antigénios associados com o tipo de sangue A. De acordo com os investigadores do Baylor College of Medicine, nos EUA, esta descoberta representa um novo paradigma na compreensão de como este patogénio intestinal afeta os humanos.

 

O rotavírus é um dos principais agentes patogénicos intestinais sendo o responsável pela desidratação grave e diarreia em crianças em todo o mundo. Estima-se que cerca de 500.000 morram anualmente devido a esta infeção.

De acordo com os investigadores, as estirpes de rotavírus que infetam as células animais ligam-se às células do hospedeiro através de cadeias ramificada de açúcares (glicano), as quais têm uma molécula de ácido siálico na extremidade.

 

Contudo, apesar de não ser esta a forma de interação entre o rotavírus e as células humanas, os investigadores ainda não sabiam como este tipo de ligação se estabelecia. Para tal, os investigadores liderados por B. V. Venkataram Prasad, analisaram os glicanos para verificar quais interagiam com uma região específica do vírus, conhecida por VP8. O estudo revelou que o único glicano que interagia com a VP8 era o antigénio do grupo sanguíneo A.

 

Os autores do estudo também verificaram que quando modificavam as células de modo a expressarem o antigénio A, estas eram mais facilmente infetadas pelo rotavírus. Por outro lado, quando as células não expressavam este antigénio eram mais dificilmente infetadas.

 

Estudos adicionais identificaram que, para além da estirpe P [14] existia uma segunda estirpe de rotavírus, a P [9], que também utiliza antigénios dos grupos sanguíneos como recetor. Contudo, ainda são necessários mais estudos, de maior escala, para determinar se há uma clara associação entre a infeção destas estirpes de vírus e os antigénios dos grupos sanguíneos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.