Gripe das Aves: UE define novas regras de vigilância

Peritos identificaram 15 espécies de maior risco

08 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

Os peritos veterinários da União Europeia (UE) definiram na semana passada novas orientações no controlo das aves migratórias e identificaram as 15 espécies com maior risco de contrair e propagar a gripe das aves.
 

 

As orientações prendem-se ainda com a identificação dos locais de risco onde as aves podem misturar-se, especialmente os galinheiros e zonas situadas ao longo das rotas de migração. Entre as 15 espécies com maior risco de contagiar outros animais, os peritos identificaram duas variedades de ganso, nove de pato e duas de gaivotas. Qualquer mortalidade fora do comum entre estas espécies estará também na mira das autoridades, que deverão recolher os tecidos e órgãos das aves mortas para detectar o vírus.
 

 

Estas medidas vão ser postas em prática até Janeiro de 2006, para evitar a propagação à Europa de uma doença que já provocou 61 mortos na Ásia desde 2003. A Comissão Europeia e os 25 vão trabalhar mais em conjunto, coordenando a vigilância veterinária a nível europeu.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.