Gripe das aves: Tamiflu pode ser produzido por vários laboratórios

Roche pondera abrir portas à concorrência

19 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

Depois de ter prometido o aumento da produção, através da construção de uma nova unidade nos EUA, a Roche, laboratório suíço detentor da patente do oseltamivir ("Tamiflu"), admitiu terça-feira, 18 de Outubro, a disposição em discutir "todas as opções válidas, incluindo a concessão de licenças secundárias a outros laboratórios.”
 

 

Uma abertura que surge da pressão das encomendas, feitas já por perto de 50 países, mas também aparece dias depois de a revista científica "Nature" ter publicado um estudo sobre uma jovem vietnamita infectada com uma mutação do H5N1 resistente ao oseltamivir que tomara antes de adoecer. À constatação era associada a sugestão de armazenamento complementar, por todos os países, de um antiviral alternativo e, naquele caso, eficaz o zanamivir, comercializado com o nome "Relenza" pela GlaxoSmithKline. Entretanto, a Roche avançou estudos garantindo a eficácia do Tamiflu contra os H5N1 confirmados na semana passada na Turquia e na Roménia.
 

 

A sugestão de suspensão provisória dos direitos sobre o Tamiflu fora deixada por um senador americano, segundo o qual a solução seria a Roche ser indemnizada pelas doses produzidas por concorrentes. Em Portugal, o antiviral Tamiflu vai chegar no segundo semestre do próximo ano, segundo informou terça-feira, 18 de Outubro, o ministro da Saúde.
 

 

Fontes: Diário de Notícias e Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.