Gripe das aves pode ser pior que pneumonia atípica

OMS alerta e Portugal está atento às importações

15 janeiro 2004
  |  Partilhar:

O vírus da gripe das aves, que já matou três pessoas no Vietname e está a afectar vários países asiáticos, poderá tornar-se mais grave que a pneumonia atípica, alertou esta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).«Se o vírus H5N1 (gripe das aves) se associar ao vírus comum da gripe do homem e se se tornar transmissível, tem o potencial para causar grandes danos», afirmou o porta-voz do departamento regional da OMS em Manila, Peter Cordingley. Um perito da OMS e um veterinário da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) partiram terça-feira para o Vietname para ajudar o país a lutar contra o vírus. A OMS confirmou na segunda-feira que as mortes de duas crianças e um adulto foram provocadas pelo vírus da gripe das aves H5N1, que matou seis pessoas em Hong Kong, em 1997.Atenção redobradaO sub-director-geral de Veterinária garantiu na quarta-fira que as autoridades portuguesas estão atentas à situação da gripe dos frangos que afecta estados asiáticos, porque Portugal importa carne de aves de países que podem ter relações comerciais com o Oriente.Depois de a Organização Mundial de Saúde ter alertado que a gripe das aves pode tornar-se pior do que a pneumonia atípica, o sub-director-geral de Veterinária, Fernando Bernardo, afirmou à Agência Lusa que Portugal «está atento» à situação. A gripe das aves levou já à morte de três pessoas este ano em Taiwan e está a afectar vários países asiáticos.Fernando Bernardo não acredita que a situação se alastre pela Europa, mas considera que é necessário tomar cautela, apesar de Portugal não importar aves do Oriente.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.