Gripe das Aves: Estudo propõe raio-X para prevenir mortalidade

Médicos da Oxford University emitem recomendações

07 dezembro 2005
  |  Partilhar:

 

Médicos da Oxford University anunciaram ter descoberto como prever o quanto mortal é um caso humano de gripe das aves através da verificação de uma raio-X ao pulmão da pessoa infectada.
 

 

A descoberta apresentada na reunião da Sociedade Radiológica Norte-Americana está baseada na observação de 14 pessoas que receberam tratamento contra a doença no Hospital Municipal de Ho Chi Minh, no Vietname. Os raios-X dos pacientes mostravam diferentes padrões de evolução da doença. Segundo os radiologistas de Oxford, estes padrões podem indicar que tipo de tratamento é o mais adequado para cada paciente.
 

 

“A anormalidade mais comum que encontramos foi a consolidação multifocal, que normalmente representa pus e infecções em pacientes com febre e tosse”, disse à BBC Nagmi Qureshi, especialista em radiologia da Oxford University, que analisou 98 radiografias de pulmão dos 14 pacientes.
 

 

As imagens das tomografias, feitas a três pacientes que acabaram por perecer, mostraram que apesar dos sintomas respiratórios terem sido controlados, a aparência anormal dos pulmões persistia, sugerindo que a infecção tinha provocado cicatrizes nos pulmões. Qureshi afirmou que os resultados eram semelhantes aos verificados em pacientes com Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave). “Porém as anormalidades adicionais que descobrimos em doentes com gripe das aves, incluem líquido no espaço em volta do pulmão, nódulos linfáticos aumentados e cavidades formadas no tecido pulmonar, e estas características não apareciam em pacientes com Sars”, afirmou o especialista.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar