Gripe A: instituições de saúde podem suspender medidas do Plano de Contingência

Circular da Direcção-Geral da Saúde

15 abril 2010
  |  Partilhar:

Perante a confirmação do declínio da actividade gripal, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) enviou uma circular em que suspende as orientações excepcionais implementadas no início da pandemia.

 

As orientações excepcionais aconselhavam o distanciamento social e o reforço das medidas de higiene, como, por exemplo, a utilização de desinfectantes.

 

A DGS adverte, contudo, para o facto de medidas como a lavagem das mãos e outras de higiene individual e colectiva continuarem a ser recomendadas.

 

Embora a OMS tenha ponderado decretar o fim da pandemia, notícias veiculadas pela imprensa internacional dão conta de que a organização pretende esperar pela evolução do vírus durante o Inverno no hemisfério sul, dado que, segundo os epidemiologistas, a existir uma segunda onda pandémica, esta poderá ser mais virulenta que a primeira.

 

Desde que surgiu, a 11 de Abril, no México, a nova gripe causou cerca de 17.500 mortes, atingiu mais de 200 países e infectou milhões de pessoas, segundo dados da OMS.

 

Em 27 de Abril de 2009, depois de ter verificado que o vírus se propagava de pessoa para pessoa, a OMS aumentou de 3 para 4 (numa escala de 6) o nível de alerta de uma possível pandemia. Dois dias depois passou para o nível 5 e, a 11 de Junho, declarou o nível 6 (pandemia).

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.