Gripe A gerou lucro de cinco mil milhões para a indústria farmacêutica

Conselho Europeu organiza debate

15 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Os ganhos de cinco mil milhões de euros por parte da indústria farmacêutica no fabrico de vacinas contra a gripe A e antivirais estão sob suspeita do Conselho da Europa, segundo noticia o jornal “Correio da Manhã”.

 

A entidade está a avaliar a possibilidade de criar uma comissão de inquérito para analisar uma eventual pressão dos laboratórios sobre a Organização Mundial de Saúde (OMS) para declarar a doença como uma pandemia, refere o mesmo jornal.

 

Segundo o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, Wolfgang Wodarg, a campanha da "falsa pandemia da gripe, criada pela OMS e outros institutos em benefício da indústria farmacêutica, é o maior escândalo do século na Medicina", escreve o jornal.

 

O médico alemão é responsável pela proposta que será debatida, com carácter de urgência, no próximo dia 25, alegando exagero da OMS sobre os perigos da gripe A. "O Conselho da Europa vai organizar um debate sobre a influência da indústria na OMS e, posteriormente, serão informados dos resultados 47 parlamentos da Europa", acrescentou Wolfgang Wodarg. Vários países europeus têm reservas de milhões de doses de vacinas que os seus cidadãos se recusam a tomar.

 

Só Portugal gastou até Dezembro 90 milhões de euros, 45 milhões dos quais em vacinas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.