Gripe A: França pede que se evitem beijos e apertos de mão

Certas escolas e empresas proíbem cumprimentos

14 setembro 2009
  |  Partilhar:

O Ministério da Saúde francês pediu à população para evitar qualquer tipo de contacto físico de modo a reduzir o risco de contágio da gripe A (H1N1).

 

Algumas escolas e empresas francesas chegaram mesmo a proibir os tradicionais beijos na cara.

 

A linha de esclarecimento público sobre a gripe A, financiada pelo Ministério da Saúde francês, recomenda que se evitem os beijos, abraços e apertos de mão e que se respeite uma distância de segurança de um metro de qualquer pessoa sob suspeita de gripe.

 

A nível particular, e no âmbito do plano de contingência, muitos escritórios concordaram em observar diversas medidas para diminuir o risco de contágio da doença, incluindo lavar as mãos frequentemente com gel antibactericida e usar máscaras. Muitas empresas já entregaram computadores portáteis aos seus empregados, de modo a que, caso a epidemia se agrave, possam prosseguir o trabalho a partir de casa.

 

Segundo a agência francesa que monitoriza a evolução da gripe, o país pode registar 20 mil novos casos de gripe A por semana.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.