Greve dos médicos afecta especialidades

Ortopedia, neurocirurgia e maxilo-facial foram as mais afectadas

11 agosto 2003
  |  Partilhar:

 

Ortopedia, neurocirurgia e maxilo-facial foram as especialidades mais afectadas com a greve que os médicos dos hospitais de S.José, Curry Cabral e Capuchos-Desterro, em Lisboa, adiantou Carlos Arroz, da direcção da estrutura que convocou a paralisação, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM).
 

 

Esta greve teve início ontem e promete prolongar-se durante três semanas. Conforme a MNI noticiou ontem esta greve prende-se sobretudo com o não pagamento, pela tabela mais alta do regime de trabalho médico, das horas extra em urgência.
 

O Secretariado de Administração do hospital dos Capuchos- Desterro indicou que a greve não teve qualquer expressão naquela unidade de saúde e no Curry Cabral, os "efeitos são muito reduzidos", segundo disse à Lusa Gardete Correia, da direcção clínica do hospital.
 

A directora Maria do Carmo Perloiro, do Hospital de S.José, adiantou à Lusa que a percentagem de adesão à greve situou-se nos 4,49%, afectando apenas consultas externas e cirurgias programadas em Ortopedia.
 

Durante este período de greve, o SIM e a FNAM vão ser realizadas sessões de esclarecimento nas instituições em greve. Os dois sindicatos agendaram ainda um plenário para o dia 24 de Setembro.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Adriana José Oliveira
 

MNI – Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.