Gravidez: ferro não é necessário diariamente

Estudo publicado na revista “PLOS Medicine”

25 junho 2013
  |  Partilhar:

A toma diária de suplementos de ferro pelas mulheres grávidas não fornece nenhum benefício ou melhoria no crescimento da criança, comparativamente à toma destes suplementos duas vezes por semana, sugere um estudo publicado na revista “PLOS Medicine”.
 

Estes resultados são importantes uma vez que a anemia, uma condição na qual o sangue não é capaz de fornecer uma quantidade adequada de oxigénio, devido aos baixos níveis de hemoglobina, é considerada um problema de saúde a nível mundial. Estima-se que mais de dois biliões de pessoas seja afetada por esta condição, cujos efeitos secundários e custos associados à toma de diária de ferro são um desafio do tratamento.
 

De forma a chegar a esta conclusão, os investigadores da Universidade de Melbourne, na Austrália, contaram com a participação de 1258 mulheres grávidas que foram aleatoriamente divididas em três grupos distintos: um dos grupos tomou diariamente suplementos de ferro, o segundo grupo tomou este tipo de suplemento duas vezes por semana e o terceiro grupo tomou, para além do suplemento de ferro, micronutrientes duas vezes por semana.
 

O estudo apurou que independentemente do suplemento tomado, o peso do bebé à nascença foi similar, não tendo também sido observadas diferenças no que diz respeito às taxas de prematuridade, nados mortos ou morte neonatal precoce. Aos seis meses de idade também não havia diferenças na hemoglobina, prevalência de anemia ou taxa de crescimento.
 

Contudo, os investigadores verificaram que as crianças cujas mães tinham tomado os suplementos de ferro duas vezes por semana tinham um melhor desenvolvimento cognitivo, comparativamente com as crianças cujas mães tomavam este tipo de suplementos diariamente. Por outro lado, a taxa de aderência à toma de ferro duas vezes por semana foi maior do que a toma diária.
 

De acordo com os investigadores, liderados por Beverley Biggs, o maior desenvolvimento cognitivo associado à toma de suplementos duas vezes por semana deverá ser analisado em maior detalhe em investigações futuras. Adicionalmente, estes resultados apoiam a toma intermitente de suplementos de ferro nas populações com uma baixa taxa de deficiência de ferro.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.