Gravidez: Dieta com altas doses de proteínas associada a stress no bebé

Estudo apresentado no European Congress of Endocrinology

03 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Uma dieta com altas doses de proteína e poucos hidratos de carbono deve ser evitada durante a gravidez, dado poder estar associada ao desenvolvimento de stress no bebé, de acordo com investigadores britânicos.
 

 

O estudo, apresentado durante o 8th European Congress of Endocrinology, em Glasgow, Escócia, descobriu que quanto mais carne a mãe consome, mais elevados são os níveis da hormona do stress, cortisol, nas crianças.
 

 

Cientistas das Universidades de Edimburgo e de Southampton acompanharam um grupo de 86 crianças nascidas em 1967-8 de mães que receberam instruções para comer quase 500 gramas de carne por dia e poucos hidratos de carbono, de modo a evitarem complicações na gravidez.
 

 

Os filhos, hoje na faixa dos 30 anos, tiveram de realizar uma série de tarefas consideradas stressantes, como falar em público ou fazer cálculos aritméticos. A pressão e o nível de cortisol foram registados antes e depois da tarefa.
 

 

Rebecca Reynolds, que liderou o estudo, disse que o objectivo era descobrir como os factos ocorridos durante a gravidez podem afectar o filho na sua vida adulta.
 

 

"Este estudo traz mais provas de que a dieta da mulher durante a gravidez é muito importante e sugere que o efeito a longo prazo ocorre porque os níveis das hormonas ligadas ao stress são alteradas permanentemente", afirmou Reynolds.
 

 

"Nós não sabemos porque razão ocorre - pode ser que o bebé seja colocado sob stress durante a gravidez e isso cause altos níveis de cortisol que são também irreversíveis".
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.