Gravidez deve ser evitada até 12 meses após cirurgia bariátrica

Estudo publicado na revista “The Obstetrician & Gynaecologist”

16 janeiro 2013
  |  Partilhar:

As mulheres submetidas à cirurgia bariátrica devem esperar pelo meses 12 meses até tentarem engravidar, sugere um estudo publicado nao revista “The Obstetrician & Gynaecologist”.
 

Neste estudo de revisão, os investigadores do Princess Alexandra Hospital NHS Trust, no Reino Unido, analisaram as vantagens, desvantagens e limitações deste tipo de cirurgia e a gestão multidisciplinar das mulheres antes, durante e após a gravidez.
 

O estudo refere que a prevalência da obesidade em mulheres em idade reprodutiva tem aumentado e com ela o número de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. Os investigadores mencionam que a obesidade aumenta o risco de complicações obstétricas, no entanto a gravidez após a cirurgia bariátrica é mais segura do que a gravidez nas mulheres com obesidade mórbida.
 

No entanto, pode haver algumas complicações nas mulheres que engravidam após terem sido submetidas a uma cirurgia bariátrica. Um estudo anterior constatou que a banda gástrica se pode mover e provocar vómitos severos, tendo a rutura da banda ocorrido em 24% das gestações avaliadas.
 

Assim, tendo em conta a informação disponível, os autores do estudo aconselham as mulheres, submetidas a cirurgia bariátrica, a esperaram pelos meses 12 meses até engravidarem. Um outro estudo apurou que havia uma maior taxa de abortos espontâneos nas gravidezes que ocorriam nos18 meses após a cirurgia, comparativamente com as mulheres que apenas tinham engravidado 18 meses mais tarde.  
 

Por outro lado, os investigadores também sugerem que as mulheres deveriam receber conselhos e informações de preconceção, nomeadamente sobre contraceção, nutrição, aumento de peso e toma de suplementos vitamínicos.
 

O estudo conclui que, após uma cirurgia bariátrica o sucesso da gravidez requer a intervenção de uma equipa multidisciplinar de profissionais, incluindo obstetras, cirurgiões, médicos de cuidados primários, anestesistas, especialistas em fertilidade, nutricionistas, psicólogos e cirurgiões plásticos, bem como os próprios pacientes, antes, durante e após a gravidez.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.