Gravidez depois dos 30 aumenta risco de cancro da mama
14 fevereiro 2002
  |  Partilhar:

As mulheres que são mães pela primeira vez após os 30 anos têm maiores probabilidades de virem a contrair cancro da mama, de acordo com um estudo publicado pela revista de informação médica "British Journal of Cancer".
 

 

A investigação, realizada por uma equipa de cientistas franceses, baseia-se em entrevistas feitas durante uma década a 91.000 mulheres francesas com idades compreendidas entre os 40 e os 65 anos. Os peritos, que perguntaram às entrevistadas se tinham padecido desta doença, concluíram que 63 por cento das mães que engravidaram pela primeira vez depois dos 30 anos tinham um risco maior de contrair cancro da mama antes de entrarem na menopausa. Ainda assim, 35 por cento dessas mães tinham mais tendência para contrair a doença depois da menopausa, enquanto o risco diminuía entre as mulheres que engravidaram pela primeira vez antes dos 22 anos.
 

 

A equipa de investigadores também detectou que quanto mais cedo começa a menstruação, mais probabilidades existem de contrair a doença, que afecta cerca de 38.000 mulheres por ano no Reino Unido. Precisam ainda que o aborto natural não aumenta o risco de padecer de cancro da mama, ao contrário do que sugeriam alguns estudos anteriores.
 

 

Ler mais em: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.