Grávidas podem beber um café por dia

Revisão de dois estudos publicada na revista “Obstetrics & Gynecology”

27 julho 2010
  |  Partilhar:

Um café por dia durante a gravidez não aumenta os riscos de aborto ou de parto prematuro, refere uma análise de dois estudos realizada pelo College's Committee on Obstetric Practice, dos EUA, e cujos resultados foram publicados na revista “Obstetrics & Gynecology”.

 

Estudos anteriores relacionaram o consumo de doses elevadas de café durante a gestação com um maior risco de aborto, uma maior probabilidade de parto prematuro e com possíveis danos no feto.

 

Baseados em dois estudos que acompanharam mais de duas mil grávidas, o College's Committee on Obstetric Practice destaca, em comunicado enviado à imprensa, que o consumo de até 200 miligramas de cafeína por dia − o equivalente a uma chávena de café (137 mg de cafeína), alguns refrigerantes (cada contêm, em média, 37 mg de cafeína) ou leite com chocolate, que contém entre 5 a 8 mg cada copo.

 

A análise dos estudos, liderada por David Savitz, do The Mount Sinai Medical Center, em Nova Iorque, não encontrou dados que relacionassem uma maior taxa de aborto espontâneo em mulheres que consumiram menos de 200 mg em diferentes etapas da gravidez.“Não é uma questão de tudo ou nada. Enquanto algumas mulheres podem escolher cortar totalmente a cafeína durante a gravidez, outras podem ficar muito incomodadas de não tomar um café por dia: ambas as opções são válidas”, destacou o líder da investigação, em comunicado enviado à imprensa.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.