Grávidas obesas têm mais dificuldade em perder peso após o parto

Estudo publicado na revista "Obstetrics & Gynecology"

29 outubro 2009
  |  Partilhar:

As mulheres obesas que aumentam mais de 6,8 kg durante a gravidez são mais propensas a reter grande parte do peso um ano após o parto, de acordo com um estudo do Kaiser Permanente, dos EUA, publicado na revista "Obstetrics & Gynecology".

 

O estudo, financiado pelos Centers for Disease Control and Prevention (CDC), registou o peso inicial das mulheres (entre os seis meses antes da gravidez e as 12 semanas após a concepção), no momento do parto e, posteriormente, aos oito e 18 meses após terem dado à luz.

 

A equipa definiu aumento excessivo de peso quando a mulher registava mais de 6,8 kg.

 

A equipa, liderada por Victor J. Stevens, verificou que quem aumentava entre 6,8 e 11,3 kg tinha o dobro da propensão para reter 4,5 kg durante o primeiro ano e meio após o parto do que as mulheres que tinham aumentado menos de peso durante a gravidez. As que aumentaram mais de 15,9 kg eram quase oito vezes mais propensas a reter 4,5 kg de peso extra.

 

As mulheres mais jovens e as que tinham o primeiro filho foram as que apresentaram uma maior propensão para aumentar demasiado peso.

 

Além dos múltiplos problemas de saúde relacionados com o ter um peso superior ao recomendado, aumentar de peso durante a gravidez propicia o risco de complicações, tais como diabetes, hipertensão, pré-eclampsia, cesariana e risco de lesões no parto.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.