Grávidas devem abster-se completamente do álcool

Bebés podem sofrer de problemas físicos e neurológicos

19 setembro 2002
  |  Partilhar:

Ingerir álcool em demasia durante a gravidez pode causar sérios problemas para a saúde de alguns bebés, contudo, podem também existir subtis danos cerebrais mesmo naqueles recém-nascidos que tenham estado em contacto com pouco álcool, lê-se no site da BBC.
 

 

Um investigador do Reino Unido referiu que os últimos estudos demonstram que a melhor atitude que as mulheres devem ter é absterem-se totalmente de ingerir álcool durante a gravidez.
 

 

Os bebés filhos de mães que consomem muito álcool estão mais propensos a desenvolver uma série de problemas físicos e neurológicos. Contudo, alguns bebés são menos afectados do que outros, um facto que pode tornar mais difícil a medição da amplitude do problema. Até mesmo crianças com idêntico QI (Quociente de Inteligência) aparecem com diferentes níveis de problemas.
 

 

Uma equipa de cientistas da Universidade de San Diego estudou o tempo de reacção das crianças para averiguar os danos mais subtis ao longo da gravidez.
 

 

A teoria indica que o tempo de reacção revela o quão depressa funcionam as diferentes partes do cérebro.
 

Os investigadores analisaram dois grupos de crianças – um que esteve durante a gestação exposto ao álcool e o segundo que não esteve em contacto com bebidas alcoólicas.
 

 

Fizeram-se testes simples e outros mais complexos a ambos os grupos. Resultado: todos os bebés passaram nos testes simples, mas os que tiveram contacto com o álcool tiveram «significativamente piores resultados» nas respostas dadas nos testes complexos.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.