Grande aumento de CO2 na atmosfera entre 2001 e 2003

Terra pode estar em perigo, diz cientista

14 outubro 2004
  |  Partilhar:

  A presença de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera aumentou de maneira muito inquietante entre 2001 e 2003, indicam dados divulgados em Londres, na data em que arranca a conferência anual do Greenpeace.Segundo números publicados pelos jornais Guardian e The Independent, foi a primeira vez que a quantidade de CO2 - o principal gás com efeito de estufa - na atmosfera aumentou mais de 2 partículas por milhão de partículas (ppm) por ano, e isso durante dois anos consecutivos.Entre 2001 e 2002, o número de partículas de CO2 por milhões de partículas passou de 371,02 para 373,10 (um aumento de 2,08 ppm por ano). Esse número passou para 375,64 em 2003, ou seja um aumento anual de 2,54 ppm. Estes dados fazem parte de registos feitos desde 1958 no cimo do monte Mauna Loa, no Hawai, pelos serviços de Charles Keeling, um investigador norte-americano. De acordo com este investigador, só em quatro anos desde então (1973, 1988, 1994 e 1998) ocorreram aumentos da concentração de CO2 superiores a 2 ppm, e todos esses anos foram marcados pelo fenómeno climático El Niño.«O aumento do número de partículas de CO2 na atmosfera de mais de 2 ppm durante dois anos consecutivos é um fenómeno novo», considerou Charles Keeling, citado pelos dois diários britânicos.O mais inquietante para este investigador norte-americano, hoje com 74 anos, é que em nenhum desses dois anos houve o fenómeno El Niño e não há dados para explicar esse aumento.Segundo Charles Keeling, uma das explicações seria o enfraquecimento da capacidade da Terra de absorver o CO2 em excesso, «um enfraquecimento dos escoadouros (oceanos e florestas), associado ao aquecimento do planeta e resultante de uma reacção a uma alteração climática».Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.