Grã-Bretanha proibe vacina contra tosse convulsa

Conservante suspeito de provocar autismo

08 agosto 2004
  |  Partilhar:

Grã-Bretanha resolveu retirar do mercado a vacina contra a coqueluche, ou tosse convulsa, após temores de que possa haver relação entre um dos seus componentes, à base de mercúrio, e o autismo. Para já, em Portugal a mesma vacina continua a ser usada.Administrada em bebés de oito semanas, a vacina em causa contém um conservante chamado tiomersal, à base de mercúrio. Estudos recentes, realizados nos Estados Unidos com ratos, sugerem que a substância pode provocar autismo. Os protestos levados a cabo por grupos de pais na Grã-Bretanha levaram as autoridades a suspender a vacina e adoptar uma outra, sem mercúrio, administrada como parte de uma nova vacina cinco em um, contra a difteria, tétano, tosse convulsa, Haemophilus influenza (bactéria causadora de meningites) e poliomielite.Em Portugal o Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (Infarmed) emitiu em Maio um comunicado sustentando a «segurança do tiomersal em vacinas» e defendendo a continuação do seu uso. A interdição da substância em Inglaterra foi, no entanto, saudada por alguns especialistas, de acordo com a BBC News. Fonte: Correio da Manhã

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.