Governo vai apostar mais na prevenção primária da droga em 2002
05 agosto 2001
  |  Partilhar:

O Governo vai apostar mais na prevenção primária da droga em 2002, afirmou hoje, no Porto, o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Vitalino Canas, esforço que também envolve as autarquias e as organizações não governamentais.
 

 

Não querendo fazer já um balanço sobre o período de discussão pública do novo diploma de prevenção primária da droga, o governante realçou que "já há, no entanto, um amplo consenso em torno da necessidade de Portugal ter uma rede maior e mais bem preparada de prevenção primária".
 

 

Vitalino Canas, que falava após visitar as instalações da Comissão de Dissuasão para a Toxicodependência (CDT), referiu que em 2002 o investimento em Portugal, ao nível das autarquias e das organizações não governamentais, será o maior de sempre.
 

 

As CDT são novos tribunais extra-judiciais cujo lema é "antes tratar que punir", e têm por missão dissuadir o consumo de drogas e motivar os consumidores para um projecto de tratamento.
 

 

Segundo o secretário de Estado, no primeiro mês de actividade, a CDT já julgou quase 300 casos de toxicodependentes.
 

 

Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.