Governo chinês admite que país pode estar à beira de epidemia de Sida

Preços dos medicamentos devem baixar – pedido do Governo chinês

08 setembro 2002
  |  Partilhar:

As autoridades da China reconheceram que há actualmente no país um milhão de seropositivos ou portadores do vírus da Sida, sublinhando que o país poderá sofrer uma grande epidemia se não houver uma luta eficaz contra o problema. O governo chinês entende que as farmacêuticas ocidentais devem baixar os preços dos medicamentos.
 

 

Segundo avançou esta sexta-feira um alto responsável do Ministério da Saúde chinês, Qi Xiaoqiu, nos próximos dez anos o país poderá contar com uns dez milhões de doentes ou seropositivos. Qi Xiaoqiu confirma assim os alarmantes dados assinaladas já pela ONU.
 

 

Em conferência de impresa, Qi confirmou que o número de seropositivos e doentes elevou-se a um milhão até finais de Junho, estimativa já avançada pelos especialistas chineses, mas até agora não reconhecida publicamente pelas autoridades, que mantinham a cifra de 850.000 pessoas.
 

 

A agência das Nações Unidas especializada na luta contra a Sida, a ONUSIDA, criticou em Junho passado o sistema de vigilância posto em marcha pelas autoridades chinesas. Este sistema não permite ter dados fiáveis sobre o grau de contaminação. Menciona também sobre a falta de sensibilização da maioria da população do país.
 

 

In Diário Digital

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.