Governo acredita que casos de SIDA estão a diminuir entre os toxicodependentes
21 novembro 2001
  |  Partilhar:

O governo português acredita que o número de casos de SIDA entre os toxicodependentes pode estar a descer, como resultado das medidas de redução de risco criadas nos últimos anos e que, apesar de «tardias», estão já a produzir efeitos.
 

 

O secretário de Estado da Presidência do Conselho de
 

Ministros, Vitalino Canas, comentava assim as conclusões do
 

Relatório Anual sobre a Evolução do Fenómeno da Droga na União Europeia em 2001.
 

 

Elaborado pelo Observatório Europeu da Droga e da
 

Toxicodependência, o documento indica que os casos de VIH «parecem estar a sofrer um novo acréscimo nos subgrupos de consumidores de droga por via intravenosa na Irlanda, Luxemburgo, Holanda, Áustria, Portugal e Finlândia».
 

 

Vitalino Canas reforçou mesmo que, em 1998 e 1999, os
 

toxicodependentes representavam 63 e 59 por cento dos novos casos de SIDA, tendo em 2000 o número sofrido uma redução para 57 por cento e no primeiro semestre de 2001 descido para 53 por cento.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.