Gordura insaturada beneficia adultos obesos e saudáveis

Estudo publicado na revista “Annals of Nutrition Metabolism”

04 setembro 2017
  |  Partilhar:
Os adultos obesos, mas metabolicamente saudáveis e que seguem uma alimentação rica em gordura insaturada e pobre em gordura saturada podem conseguir descer o colesterol total em 10 pontos, indica um novo estudo.
 
O estudo conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade de Illinois, consistiu na meta-análise de oito ensaios clínicos randomizados e controlados.
 
Osensaios tinham como objetivo investigar o impacto da alimentação que fornecia as mesmas calorias, mas quantidades elevadas de gorduras saturadas ou insaturadas sobre os níveis de lípidos no sangue e na composição do organismo de adultos obesos e com excesso de peso.
 
Cada estudo integrava um grupo de controlo de participantes que consumiam uma dieta rica em gorduras saturadas que perfazia entre 14 e 24% do aporte total de energia. 
 
Em comparação com o grupo de controlo, os participantes que consumiam maiores quantidades de gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas tinham reduzido o colesterol total em mais de 10 miligramas por decilitro. No entanto, a redução no colesterol LDL, ou mau colesterol, e de triglicerídeos neste grupo foi mínima.
 
Independentemente da quantidade de gordura saturada e insaturada consumida, só quem seguiu uma dieta com restrição de calorias conseguiu perder peso.
 
A obesidade está associada a mais de 20 doenças diferentes e conseguir baixar o colesterol total em 10 pontos pode ser clinicamente benéfico e prevenir o início e desenvolvimento de muitas dessas doenças, afirmou Margarita Teran-Garcia, investigadora neste estudo.
 
Embora a equipa tenha declarado não ter evidência suficientemente forte para indicar que as gorduras insaturadas por si só reduzem os lípidos no sangue, recomenda o consumo de gorduras saudáveis pois estas poderão ser benéficas para prevenir problemas relacionados com a obesidade, especialmente se forem combinadas com uma dieta com restrição calórica e mais atividade física.  
 
Para o efeito, aconselham pequenos passos como o uso de azeite para cozinhar, aumentar o consumo de peixes, hortícolas e frutos de casca rija. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.