Glioblastoma: Método permite identificar pacientes que responderão a tratamento com fármacos

Esperança de vida aumentada cinco vezes

06 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

 

 

Um grupo de cientistas do estado da Califórnia, EUA, criou um método que permite identificar pacientes com cancro cerebral que responderão ao tratamento com fármacos, segundo um trabalho publicado no The New England Journal of Medicine.
 

 

O glioblastoma é uma forma muito agressiva de cancro que habitualmente causa a morte do paciente em menos de um ano. Nem operações cirúrgicas, quimioterapia ou radioterapia podem detê-lo.
 

 

A equipa, liderada por Paul Mischel, da University of California, analisou tecido de tumor cerebral que prediz quais os pacientes que serão mais sensíveis aos medicamentos.
 

 

Entre os 26 pacientes que receberam fármacos, os mais sensíveis aos compostos atacados pelo factor de crescimento das células, viveram 253 dias, isto é, um tempo cinco vezes maior que aqueles cujos tumores não mostraram essa sensibilidade.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.