Glaucoma afeta 100 mil portugueses

Semana Mundial do Glaucoma

08 março 2016
  |  Partilhar:

No âmbito da Semana Mundial do Glaucoma, entre 6 e 12 de março, o Grupo Português de Glaucoma (GPG) da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) vai desenvolver ações de esclarecimento e rastreio um pouco por todo o país.
 

Segundo o comunicado enviado à ALERT, estas iniciativas contam com a participação de vários especialistas em glaucoma que procuram sensibilizar a população para os perigos de uma doença que se estima que afete mais de 100 mil portugueses e cuja incidência tende a aumentar com a idade.
 

O glaucoma é uma doença subdiagnosticada e “silenciosa” uma vez que provoca danos progressivos na visão sem aviso até às fases mais avançadas da condição. Apesar do tratamento ser eficaz na estabilização desta patologia, é incapaz de reverter as lesões já provocadas, ou seja, quanto mais precoce o diagnóstico, maior é a visão preservada.
 

“O glaucoma afeta cerca de 80 milhões de pessoas em todo o mundo e apesar de em Portugal não ter o mediatismo das cataratas ou da retinopatia diabética, representa um problema não só de oftalmologia mas também de saúde pública. É a segunda causa mundial de cegueira (cerca de 9 milhões de cegos por glaucoma em todo o mundo) e a primeira causa de cegueira irreversível evitável. Estima-se que mesmo nos países desenvolvidos só cerca de 50% dos portadores de glaucoma sejam diagnosticados e tratados porque a maioria dos doentes inicialmente não tem alterações visuais percetíveis”, refere o comunicado.
 

De acordo com o coordenador do GPG, José Moura Pereira, é fundamental “combater o desconhecimento generalizado sobre esta doença”. “A prevenção é decisiva em qualquer situação clínica”, adverte, mas é-o “especialmente” neste contexto. “O glaucoma é irreversível: não é possível recuperar as fibras do nervo ótico que se perdem com a progressão da patologia, pelo que é preciso tentar travá-la; quanto mais cedo, melhor.”
 

A “importância do diagnóstico precoce” deste, que constitui “um problema de saúde pública, incapacitante para muitos indivíduos”, é vincada pela presidente da SPO, Maria João Quadrado.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.