Ginecologista italiano alvo de investigação policial

Severino Antinori ameaça greve de fome

22 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Depois da polémica em torno da seita raeliana que tem anunciado em catadupa o nascimento de bebés clonados, é agora a vez do médico italiano Severino Antinori, que há vários meses diz ter ajudado a criar clones que estarão prestes a nascer.
 

 

As autoridades italianas decidiram investigar o médico ginecologista que reclamou estar ligado a projectos secretos de clonagem humana. Em Novembro, Severino Antinori anunciou que três mulheres tinham recebido embriões clonados e, nessa altura, indicou que o primeiro nascimento ocorreria em Janeiro.
 

 

Antinori disse, na altura, ter dado um «contributo cultural e científico» ao grupo de cientistas envolvido nas gravidezes. Uma fonte policial esclareceu a coberto do anonimato que as autoridades estão a investigar Antinori há mais de duas semanas a pedido do ministro da saúde, Girolamo Sirchia.
 

 

O governo de Roma ilegalizou temporariamente a clonagem humana, enquanto o parlamento arquitecta uma lei para regular a procriação artificial.
 

 

Ameaça de greve de fome
 

 

Antinori reagiu à notícia ameaçando iniciar uma greve de fome em protesto contra a investigação de que é alvo, disse a sua porta- voz, Marica Mongardi.
 

 

O polémico ginecologisla, que dirige uma clínica de fertilidade em Roma, salientou-se em 1994 quando uma das suas pacientes conseguiu engravidar aos 63 anos.
 

Antinori afirmou entretanto que a empresa Clonaid, ligada à seita dos raelianos, não tem qualquer credibilidade entre a comunidade científica.
 

 

A Clonaid anunciou em 27 de Dezembro ter conseguido o nascimento do primeiro clone humano, mas não forneceu qualquer prova. Os raelianos acreditam que a espécie humana é consequência de experiências de clonagem realizadas por seres de outros planetas.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.