Genoma Humano disponível na Internet

Novas perspectivas no campo da medicina

12 fevereiro 2001
  |  Partilhar:

Depois de mais de 10 anos de investigação é hoje revelado o mapa genético humano. O resultado será hoje anunciado em várias capitais mundiais. Assim, o Ser Humano possui 30.000 a 40.00 genes, e não os cerca de 100.000 que se estimavam antes, o que equivale ao dobro dos genes de uma mosca ou de uma minhoca. A essa conclusão chegaram as 2 equipas que trabalharam independentemente neste projecto e cada uma delas encontrou mais de 20.000 genes calculando-se o numero total assim entre 26.000 e 40.000.
 

 

O Projecto Genoma Humano, um consórcio internacional público e a empresa privada norte-americana “Celera Genomics” sequenciaram, independentemente, cerca de três mil milhões de nucleótidos.
 

 

O conhecimento do genoma humano não implica que os investigadores conheçam as funções de todos os genes. Ao ser anunciada a sequência completa dos genes inicia-se o verdadeiro trabalho, descobrir a função destes.
 

 

Assim, será necessário investigar as subtis diferenças de cada um de nós nesse código (mais de dois milhões, segundo a Empresa Celera), que distinguem os indivíduos e desempenham um papel fundamental em todo o tipo de doenças, e na forma como o nosso corpo reage a cada medicamento. Identificar esse pequeno grupo de variações genéticas será um dos maiores desafios da próxima década.
 

 

O próximo passo será o estudo das proteínas que são codificadas pelos genes, para se esclarecer totalmente a real função de cada um deles. Existe já uma disciplína dedicada exclusivamente a esta questão, designada por .
 

 

As perspectivas de futuro incluem o tratamento e a prevenção de doenças como a diabetes, a hipertensão arterial, a doença de Alzeimer, o cancro ou mesmo a toxicodependência. Também é possível o desenvolvimento de medicamentos personalizados, isto é adaptados ao metabolismo de cada indivíduo.
 

 

O Projecto Genoma Humano publicou hoje na revista “Nature” os seus resultados, enquanto a firma “Celera Genomics” publica os seus resultados na revista “Sience”. Ambas as investigações estarão disponíveis via Internet para todos os que se interessem sobre esse assunto.
 

 

 

 

Baseado em artigos das revistas “Nature” e “Sience”.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.