Génios da matemática têm cérebros especiais

Melhor interacção entre os dois hemisférios é a chave do sucesso

14 abril 2004
  |  Partilhar:

A melhor interacção entre os dois lados do cérebro pode estar na origem da genialidade para a matemática. Segundo estudo publicado pela revista «Neuropsychology», cientistas da Universidade de Melbourne, na Austrália, e do exército norte-americano sustentam a ideia de que os jovens com facilidade para a matemática são melhores ao transmitir e integrar informações entre os hemisférios cerebrais. «Não há um módulo especial em algum lugar do cérebro, mas uma melhor organização funcional», explicou Michael O''Boyle, um dos autores do trabalho. Para chegar à conclusão, os investigadores estudaram 60 homens. Destes, 18 com média de 14 anos de idade apresentavam talentos excepcionais para a matemática; outros 18, com média de idade de 13 anos, tinham inteligência mediana para a matemática, enquanto 24 eram estudantes universitários com idade média de 20 anos. De acordo com os cientistas, o lado esquerdo do cérebro é responsável pelo pensamento lógico enquanto que o direito está relacionado ao pensamento estético e criativo. Nos testes aplicados, os rapazes com talentos precoces para os números demonstraram ser igualmente bons no processamento de elementos globais e locais em ambos os hemisférios cerebrais. Isso demonstra uma maior cooperação entre os lados direito e esquerdo da mente. Já para a maioria dos adolescentes e estudantes universitários, o lado esquerdo do cérebro foi mais rápido para associações minuciosas e locais, enquanto o lado direito funcionou melhor para associações gerais.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.