Genética: Primeiro proteoma de um ser vivo já foi sequenciado

Cientistas sequenciam mapa das proteínas da levedura

16 março 2002
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos completaram o primeiro mapa das proteínas de um ser vivo, o proteoma da levedura, que pode abrir um vasto campo no desenvolvimento de novos medicamentos.
 

 

O genoma contém a informação genética do corpo, as regras que marcam o funcionamento das proteínas, mas para muitos cientistas são estas últimas que realizam o trabalho principal nas células.
 

 

O novo passo dado, de que dá conta a revista Genes e Desenvolvimento, identifica a posição exacta das 6.100 proteínas que controlam a função celular de um organismo simples, o fungo Saccharomyces cerevisiae, que é utilizado para fermentar o pão.
 

 

A levedura foi também um dos primeiros organismos dos quais se obteve o genoma completo, muito antes de se ter sequenciado o do ser humano.
 

 

"Embora tenhamos a sequência completa do genoma do homem, não sabemos a identidade de todos os genes ou as proteínas que estes codificam", assinalou Jonathan Rothberg, presidente da empresa norte-americana CuraGen.
 

 

Será o conhecimento dessas proteínas que conduzirá verdadeiramente a novos avanços no campo terapêutico, declarou o responsável desta empresa, pioneira nas investigações com proteínas.
 

 

Várias empresas farmacêuticas estão envolvidas na tarefa de identificar todas as proteínas humanas, mas este é considerado um trabalho ainda mais complicado que a sequenciação do genoma.
 

 

O termo proteoma, sugerido em 1994 por investigadores da empresa australiana Proteome Systems, implica identificar todas as proteínas, determinar como se relacionam umas com as outras e descobrir a sua estrutura para se poderem desenhar medicamentos que actuem sobre elas.
 

 

Alguns investigadores calculam que podem existir centenas de milhar de proteínas no corpo humano, muitas mais do que os genes, que se calculam em 35 mil.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.